Pages

Torneio Caxeiral

Foto: Arquivo Sil
Mato Véio - campeão do Caxeiral 1983 
Da esquerda em pé: Nenen, Moreno, Dene, Telê, Idalicio, Tião e Sil. Agachados: Val, Marcos, Palito, Lula, Jerry, Zé da Guia, e Weldon.

Numa história tão rica do nosso futebol, não poderia de deixar de citar os Torneios Caxeirais, aquela competição era um verdadeiro congraçamento na redundância da palavra, entre as pessoas que dela participava. Em meados da década de 50, já se disputava os primeiros torneios por aqui, na disputa se destacavam equipes formadas por Mascates, Alfaiates, Sapateiros, Comerciários, Bancários etc. Mas foi na década de 1970, com apoio da Liga Ibicaraiense de Futebol e do comércio local, algumas pessoas se reuniram e idealizaram uma competição, que simbolizaria as comemorações ao dia do Caxeiro, foi ai que ganhou força  o Torneio Caxeiral. As equipes eram formadas por atletas de final de semana, e atletas que disputavam os campeonatos amadores, atletas da zona urbana e rural. As equipes representavam as Casas Comerciais, os Bancários, Câmara de Vereadores, Prefeitura, Fazendas, Associações Filiadas a Liga, Associações de Moradores e outros seguimentos da sociedade.
Foto: Arquivo Waldir Montenegro
Algumas equipes se destacaram nesta competição, foi o caso do Santos, campeão em 1975, outra foi a equipe da Fazenda Estrela da Paz, que em 1979 sagrou-se campeão. Em 1983 foi a vez da equipe do Mato o Veio ser campeão, e   representava a Rua Carlos Gomes. Em 1985, foi realizado o ultimo Torneio Caxeiral, que se tem noticia, terminando assim, mais um capitulo composto, de momentos bons vividos por muitos desportistas, em uma das mais charmosas competições que se teve por aqui. Passando desta forma, infelizmente para  a estatística e para lista do já teve.

Foto: Arquivo Professor Julival
Os Professores Caxeiral - 1975
Da esquerda em pé: Julival, Ionaldo Guedes, Dermicio, Elias, Val e Zé Roberto. Agachados: Reni, Dr. Lacrose, Coronel e Moelson.




Foto: Arquivo Waldyr Montenegro
Comerciários - 1956.
Da esquerda em pé: Borges, Graci, Domingos, Adonias, Edvaldo, Aníbal e Duca. Agachados: Hélio Bocão, Valter da Pernanbucana, Getúlio, Hamilton, Louro Martins e Zequinha.

Foto: Arquivo Nivaldo Melo
 Bancários
Da esquerda em pé: Duca Dentista, Edson Maciel, Osmar, Djalma Teixeira, Nivaldo Melo, José Adilson e Benedito. Agachados: Teixeira, Geraldo Andrade, Raimundo Andrade, Osmane e Hélio Barbosa.
Em 30 de outubro de 1956 fez uma final em um torneio contra a equipe dos Comerciários e perdeu pelo placar de 1 a 0.

Foto: Arquivo Carlos Lima
Antartica Esporte Clube - 1977
Da esquerda em pé: Lemarde, João Dandinha, Prego, Renan Sodré, Hominho, Gibinha, Padeirão e Jordan. Agachados: Jó de Véia, Zé Vermelho, Bugary, Paulo Macete e Binho.

Guarany - 1979
Da esquerda em pé: Antonio Paulo, Dinho, Jardel, Marrão, Xavier, Kita, Lauro, Alberto, Cebuí. Agachados: Sávio Luz, Banha, Túlio, Merica, Fonseca, Dadau e Idalicio.

Foto: Arquivo Adilson da Mata
22 de Outubro - 1980
Da esquerda em pé: Renan, Gil, Cordeirinho, Paulo Lopes, Vanderley, George. Agachados: Perneta, Wilson PC, Gazo, Aleomar, Indio e Adilson da Mata.



2 comentários:

  1. NUM DOS ÚLTIMOS TORNEIOS CAIXERAIS QUE HOUVE NO EUCLIDÃO, EU TIVE A INFELICIDADE QUE QUEBRAR O MEU TRONOZELO DEPOIS DE UMA ENTRADA VIOLENTA DE GABRIEL DO BELA VISTA, SENDO QUE EXATAMENTE OITO DIAS DEPOIS EM UM BABA NO BAIRRO BELA VISTA, QUEBRARAM A PERNA DELE, EM SEGUIDA ELE FICOU MEIO LELÉ, E A POUCO TEMPO FOI ASSACINADO.

    ResponderExcluir
  2. O GREMIO DA FAZ SANTA LUZIA (DR VICTOR) FOI CAMPEAO DO TORNEIO CAIXERAL TENHO
    A FOTO DESSE JOGO FIZ O GOL DA VITORIA ,SAUDADES DESSE JOGO!

    ResponderExcluir

Agradecimentos:

Carlos Lima, Nivaldo Melo+, Miu Alfaiate, Waldir Montenegro, José Raimundo Dias, Adelmo de Tota, Ionaldo Nunes, Eduardo Miranda, Idma Monteiro, Valtaire Alves Moreira, Agnor Barbosa, Jerry Adriane, Antônio Raumundo, Sr. Dedé, João Messias, Ernane Vasconcelos, Naziozênio Raimundo, Idalicio Pascoal, Erasmo Carlos, Péricles Araújo, Carlos Barbosa, Waldemir Rodrigues, Josevan Alves Dias, Edvaldo Moreira da Silva, Ronilson Menezes, Luiz Moura, Antônio Narciso, João Leal, Vivaldo Assunção, Raimundo, Mimi, Mano e Nelito de Floresta Azul, Agnaldo Gama, Josuel Nunes da Cruz, Antônio Lins de Araújo, Profº Julival Pereira, Uracy Costa, Ubaldo Costa, Domingão do Andrezão, José Gilvan Santos, Raimundo da Vila, Profª Márcia, Zé Mago (Faz. Estrela da Paz), Raimundo Nascimento, Aldair Campos, Givaldo Taxista, Morcher do Paraguaçu, Antônio Macário Filho, João Machado, Edmundo Gonçalves, Noélia Costa, Joselito Leal, Jorge Fernandes, Claudionor José de Lima, Ordival Gama, Adonai PM, Adilson da Mata, Portugal Alfaiate, Jardel Oliveira, César Bernardino, Gilson Ribeiro, Waldir (Neném), Elias Dias, Raimundo Conceição, Guilherme da Bandeirantes, Rita Braitt, Tonico e Lali Brito, Dona Rosalina, José Pereira, Edna Cardoso (SESP), Eduardo Reis, Dona Hélia, Paulo Roberto Dias, César Ribeiro, Elpidio Bispo, Moisés Calazans, Regis da Feira, Leda Alves, Álvoro Caldas, Mário Abreu, Rodrigo Conceição+, José Sebastião dos Santos, Arnaldo Esteves, Zenildo Cerqueira (Quiquinho +), Antônio Macedo, Murilo Benevides, Reinalto Souza.

Depoimento:

Eu acompanhei a incansável luta de Sandoval Novais, para a realização desta obra, que tanto engrandece o passado e o presente da história futebolística da nossa querida Ibicaraí. Através desta imensurável força de vontade, é que a pesquisa aqui publicada torna - se um abrir de olhos, em relação à atenção, com que devemos tratar às gerações futuras que hão de se envolver com o esporte, aqui o leitor (a) encontrará a real narrativa, verdadeiramente encontrará a informação colhida literalmente na fonte, sempre narrada a partir de personagens que atuaram diretamente na história é isto que dá notoriedade e credibilidade a esta obra. Sou testemunha das privações a que Sandoval teve que se submeter por amor ao esporte, mas graças a sua perseverança é que o mundo hoje, tomar conhecimento dos bravos heróis do nosso esporte, esta narrativa certamente será imortalizada, e com certeza, em um futuro próximo teremos o reconhecimento e apoio aos atletas da nossa querida Ibicaraí – Bahia.

Mais um pouco da história

Se ligue na melhor