Pages

Equipes Filiadas a LIF

 
Luxo Esporte Clube – Campeão em 1994
Da esquerda em pé: Dir. Gileno, Pres. Edvaldo Moreira, Tonho da Gata, Kal, Juza, Rildo, Daí, Miranda, Dedo, Mingo e Gil.  Agachados: Zaro, (menino Gileno Jr.), Alvinho, Afrânio, Nenga, Coca, Deval, Zé e Nana.

Em 05 de Outubro de 1989, no Bairro do Luxo alguns amigos reunidos, tiveram a idéia de criar um time de futebol com a finalidade de representar aquela comunidade no cenário futebolístico municipal. Nesta reunião participaram as seguintes pessoas, Edvaldo Moreira, Raimundo Nascimento, Alberto Brito, José Raimundo Alves, Josete Santana, Antônio José Ribeiro, Rosivaldo Virgilio, José Gonçalves, José Carlos Alves, José Carlos Souza, Adilson Alves, Dário Alves e Nivaldo Batista.
O nome Luxo Esporte Clube foi idéia de Edivaldo Moreira, conhecido como Val do Luxo, as cores azul, vermelha e branca foi idéia de José Raimundo, o Mundinho, e Raimundo Nascimento, o Zaro, deu a idéia que o escudo seria uma Bola e o nome do Luxo dentro, estas idéias foram aprovadas por todos. No dia 22 de novembro do mesmo ano, foi oficializada a fundação da equipe com a eleição realizada em chapa única, tendo a frente Presidente Edvaldo Moreira da Silva , Vice – Presidente Raimundo Nascimento Barbosa. Em 1991 e 1993 a mesma Diretoria foi reeleita. Em 1994 sob o comando do então Presidente Edvaldo, a equipe conseguiu colocar o seu nome na História do futebol de Ibicaraí sagrando-se campeão numa final emocionante contra a equipe do Guarany, venceu o jogo por 1 X 0, gol de Vilmar. Com afastamento de Edvaldo, a equipe não participou do campeonato desde 1998, ficou por  11 anos seguidos fora das disputas do campeonato Municipal. No ano de 2009, houve uma eleição na equipe e José Ricardo de Souza foi eleito Presidente, no seu primeiro ato, retornou a equipe ao municipal, isso graças ao apoio dos comerciantes e da comunidade do Bairro do Luxo. Na sua volta ao campeonato faz uma grande campanha e conquista o vice – campeonato, perdendo para o Guarany por 1 X 0 na final.
Principais jogadores que vestiram a camisa do Luxo Esporte Clube: Japú, Tonho da Gata, Kal, Juza, Rildo, Daí, Miranda, Dedo, Mingo, Gil, Alvinho, Afrânio, Nenga, Coca, Deval, Zé, Nana, Wiliam (autor do gol no único titulo), Nêgo Daí, Galêgo, Alex, Non Bahia, Tchá, Magô e tantos outros.


 Corina Batista Esporte Clube
Time Campeão do 1º Interbairro em 2005.
Da esquerda em pé: Téc. Elias Dias, Zé Raimundo, Zelito, Pernal, Ronaldo, Messias, Bilú, Welton, Renato e Manú.  Agachados: Pichilinga, Quinho, Zezinho, Cosme, Bé, Léo e Daniel.


No inicio de dezembro de 2004, Elias Dias teve a idéia de fundar uma equipe de futebol no bairro Corina Batista, para representar aquela comunidade no cenário futebolístico municipal, no dia 10 de dezembro de 2004 reuniu alguns moradores e fundaram a equipe, que recebeu o nome Corina Batista Esporte Clube, e adotaram as cores azul e branca como cores padrão, tendo o leão como seu mascote. Em 2005 o time representou o bairro no campeonato interbairro de futebol, organizado pelo Departamento de Esportes da Prefeitura Municipal de Ibicaraí, e sagrou-se campeão no dia 11 de dezembro de 2005, venceu a equipe do bairro Duque de Caxias por 3 X 1, gols, dois de Quinho e um de Bé, marcou para o Duque de Caxias Jardel.
Em 2007 Elias Dias resolve filiar a equipe na Liga Ibicaraiense de Futebol, em 2009 participa do primeiro campeonato, e ficou na terceira colocação. Principais jogadores a vestir a camisa: Welington, Pelôco ambos do futebol florestense, Paulo do futebol ilheense, Zelito, Quinho e Pernal ambos moradores da comunidade do Corina Batista.

Grêmio Esporte Clube
Da esquerda em pé: Téc. Vado, Raimundo, Waldemir, Dernival, Zeca, João Pintado, Raimundo,  Kéu e o Pres. Sebastião Romão. Agachados: Juarez, Regis, Bal, Djalma, Zuza, Silva e Neilton.

Foi fundado em 26 de abril 1985 por José Sebastião Romão dos Santos, o time da Vila Santa Isabel, no inicio tinha um elenco formado na sua maioria por jogadores da zona rural, fazia os seus jogos amistosos na fazenda de Dr. Vitor, hoje Gruta do Mel, filiou-se a Liga Ibicaraiense de futebol, e chegou a disputar campeonatos municipais sem muito sucesso. O maior feito da agremiação foi o titulo do juvenil, no ano de 1988. Depois de mais de vinte anos sem disputar o Campeonato local, a equipe volta a disputar um campeonato promovido pela Liga em 2010, disputou também em 2011 e 2013. Em 2016 e 2017, consegue a sua melhor colocação em campeonatos, onde ficou em 4º lugar ficando nas semifinais. Teve como Presidente de destaque nessa nova retomada, o jovem desportista Aldair Campos. O atual presidente é Wilker.







Guarany Esporte Clube – Campeão de 2009
Da esquerda em pé: Luciano, Everton, Willian, Alan, Paulo Vitor, Tiago, David, Del Campos, Téc. Audiley e Aux. Téc. Raimundo. Agachados: Diêgo, Índio, Isaac, André, Madá, Pequeno, Dédeu, Zé Mário, Hallil e Piá.


O Guarany Esportes Clube, foi fundado em 22 de outubro de 1963, idéia de Naziozênio Raimundo Souza (Nazinho) e dos irmãos João Calazans dos Santos e José Calazans dos Santos. O primeiro uniforme foi confeccionado por Eremita e Eurides Calazans e tinha as seguintes cores: camisas azuis, com golas vermelhas, calções vermelhos e meões azuis. Na década de 60 em inicio o Guarany era um time modesto, que não alcançou grandes resultados dentro de campo, sofrendo algumas goleadas, mas tinha já uma grande torcida, tinha como adversários o fortíssimo Pérola, o Santa Izabel, o Juventus, o Flamengo e a AESI.

Na década de 70 o Guarany começa montar uma estrutura capaz de enfrentar de igual para igual os seus adversários. Já em 1973 consegue ganhar o seu primeiro titulo municipal, dez anos após a sua fundação ganhou aquele campeonato com os seguintes jogadores: João Calazans, Osvaldo Calazans, Zé Carlos, Rizaldo, Adelmo, Tonho, Liminha, Cebuí, Tonho de Cícero, Zezinho, Banha, Jonas Báia, Nozinho, Gaguinho, Cabila, carlinhos, Otto Calazans, o presidente era Denson Almeida e o grande Dirigente e fundador Nazinho. Em 1975 adota definitivamente as cores atuais o verde e branco no seu uniforme. Seguia firme, se estruturando cada vez mais, para se tornar numa grande força no futebol local. Já na década de 80 o Guarany com a extinção do Pérola, Juventus e outros mais, começou a travar grandes duelos com o 22 de Outubro seu maior rival até hoje.

O Guarany na década de 80 teve seu melhor desempenho dentro de campo, ganhando os campeonatos de 80, 81, 83, 85 e 86, já naquela época o Guaracho como é conhecido pela sua fiel torcida, tinha torcedores espalhado em todos os cantos da cidade, transformando-se na equipe de maior torcida do futebol de Ibicaraí.

Alguns Dirigentes e Presidentes passaram pelo Guarany e deixaram suas marcas, contribuindo na construção da sua história. Além de Nazinho e os irmãos João e José Calazans, tivemos também, Ernesto Gonçalves Moreira (Nelsinho), Francisco Xavier, Antônio Raimundo Costa Menezes (Tucano), João Francisco dos Santos, Antônio Paulo, Claudionor José de Lima (Nozinho), José Raimundo Dias, José Adelmo Santos, Jose Nery de Santana, Sivaldo Raimundo Souza, José Carlos dos Santos (Dudé), Yonaldo Neri Guedes, Agnaldo Gama Rodrigues, Weldon Santana Pereira, Fábio Francisco dos Santose Audiley Fonseca Calazans.

FATOS MARCANTES: Em 1983 No tapetão, contra o Cantareira, time da época e já extinto, segundo relato de dirigentes, o campeonato foi parar na Justiça Comum, a Juíza da época determinou que o jogo fosse realizado em um domingo, 10 horas, e com portões abertos, o Guarany foi a campo, e com a ausência do seu adversário a equipe ganhou o seu quarto titulo.

Outro fato e desta vez engraçado, é que o goleiro Pedro da equipe da década de 60, ao fazer uma defesa de um pênalti, o boné que usava caiu no fundo do gol, ele com a bola nos braços foi buscar, o juiz apontou para o centro validando o gol.

Desde a sua fundação grande nomes defenderam o Guarany, podemos destacar alguns: Cabila, Nozinho, Paderão, Pedro Guarda, Louro Paleteiro, Otto Calazans, Dade, João Calazans, depois Banha, Alberto, Urubu, Belinha, Morro Redondo, Liminha, Jonas Báia, Alicate, Gil de Lomanto Jr, Tonho de Cícero, Copeu, Renan, China de Almadina, Ailton e Gaguinho de Feira de Santana, Roliço, Nal goleiro, Adriano de F. Azul, Tonho Coberta, Gil Lima, Ademir, Adelmo, Gadú, Chico Guenen, Nelson Papo.

Nos anos 80 pra cá foi outro desfile de craques: Davi, Badega, Lulinha, Pelé, Jorgão, Dinho Bradesco, Coronel, Kerginaldo, Gel, Valmir, Dadau, Silvio, Sildo, Pernal, Chicão, Paulo Boate, Regis, Japú, Ostér, Lelêta, Pato, Pizúla, Audiley, Rildo, Tony Bahia, Dedêu, Sinha, Chê, Zé Branco, Betinho, Hallil, Alvinho, Pilape, Madalena “o xodó da galera”, Hudson, Ricardo Barbudo, Evair e tantos outros.

Em 2009 depois de ficar sete anos fora do campeonato o Guarany volta e conquista o Heptacampeonato, contra o Luxo Esporte Clube por 1 a 0, gol do goleiro Everton, cobrando falta, no dia 25 de outubro. Os heróis da conquista foram: Everton, Dedeu, David, Luciano, Piá, André, Paulo Vitor, Diego, Índio, Tiago, Zé Mário, Alan, Isaquinho, Madalena, Del Campos, Hallil, Pequeno, Wilian, Márcio, Nino, Jaquinho, Welton, o Téc. Audiley e o Aux. Téc. Raimundo, o Pres. Fábio Francisco e o Dir. de Marketing José Adelmo.

No ano do seu Cinquentenário (2013), o presidente Audiley Fonseca Calazans, filho de José Calazans dos Santos, um dos fundadores, conseguiu montar uma bela equipe para a disputa do campeonato Municipal, onde foi vice-campeão, e consegue ao lado de Adelmo e toda a sua Diretoria recuperou a sede social. O atual presidente e José Adelmo dos Santos.


Foto: Ionaldo Nunes Borges
São Jorge Cajueirense Futebol Clube
Da esquerda em pé: Jajai, Eto, Ramon, Laion, Ricardo, Gildevan, Eraldo, Léo, Esquerdinha e Neudson. Agachados: Téc. Crispim, Abel, Prego, Cicero, Binho, Wallas e Aragão.

Fundado em 10 de fevereiro de  2009, por Ilmá Vieira Reis e Osaná Crisóstomo, adotou  as cores azul e vermelha como padrões, em seu primeiro mês de fundação, filiou-se a Liga Ibicaraiense de Futebol, e participou do campeonato de 2009, ficando na  décima  colocação. Em 2010 voltou a participar do campeonato sem muito sucesso. Principais jogadores a vestir a camisa da equipe: Esquerdinha, Eto, Arion e Arnaldo.





Foto: Arquivo Agnaldo Silva
Unidos Cajueirense Futebol Clube
Time  Bi - Campeão Municipal - 2002
Da esquerda em pé: Pres. José Montival, Cabeleira, Marquinhos, Sonzão, Esquerdinha, Ney, Mas. Ganchão, Téc. Péricles. Agachados: Dimba , Osvaldinho, Preto, Pinto , Kiki e Gajé.

Fundado em 15 de junho de 1989, por Péricles Araújo Cruz e apoio de desportistas do Distrito do Cajueiro, adotou as cores verde e amarela como padrões no seu uniforme, filiou-se a Liga Ibicaraiense de Futebol 1989 onde participou do primeiro campeonato Municipal, teve uma ascensão no futebol de Ibicaraí no final dos anos 90, em 2000 consegue o seu primeiro titulo contra o Saloméa placar 1 x 0, gol de Binho aos 42 do 2º tempo no dia 11 de junho de 2000, lembrando que ganhou o campeonato de forma invicta, sem sofrer nenhum gol e sem perder nenhuma partida tendo ainda o artlheiro do campeonato Jardel com 4 gols e Non Bahia foi o goleiro menos vazado não sofreu gol, em 2001 foi vice-campeão perdeu para o Novo Horizontino, tempo normal 2 X 2, nos pênaltis 4 a 2 em favor do adversário, no dia 13/05/2001, em 2002 chega ao Bi-campeonato vencendo na final o Bela Vista primeiro jogo realizado no dia 07/07 2002 placar do jogo 2 X 0 em favor do Cajueiro, gols de Gajé e Preto, segundo jogo 14/07/2002 placar do jogo 1 X 1, gol de Osvaldinho. O ultimo campeonato que participou foi em 2006. O atual Presidente é José Montival Assunção Cruz e o Diretor de Futebol Péricles Araújo Cruz. Os grande nomes a vestir a camisa do Cajueiro foram, Péricles (jogou nas divisões de base do Itabuna E. Clube e na seleção de Ibicaraí em alguns Intermunicipais), Osvaldinho (jogou em varias seleções da região, em campeonatos Intermunicipais e atuou profissionalmente no Itabuna Esporte Clube e no futebol Belga). Bico, Tidi e Jardel ambos jogaram na seleção de Ibicaraí em Intermunicipal, Non Bahia (jogou nas seleções de Ibicaraí, Uruçuca e Coaraci em Intermunicipais), Esquerdinha, Preto (jogou nas seleções de Itabuna e Buerarema em Intermunicipais) e Arnaldo.

Time de 2005 - Foto: Arquivo Osmar Amorim
Delfino Guedes Futebol Clube
Da esquerda em pé:Dendê, Jailson, Murilo, Mário, Adernan, Eraldo e Osmar Amorinm Agachados:Fábio de Davi, Bito, Zé Márcio, Leco, Marcos e Zé Nivaldo.


Fundado em 01 de novembro de 2004 por Osmar Amorim Franco, adotou as cores vermelho, branco e preto como padrão nos seus uniformes, em 2005 foi convidado a participar da Copa Verão, não fez uma grande campanha e foi eliminado na primeira fase. Em 2006 filiou-se a Liga Ibicaraiense de Futebol onde participou do campeonato do mesmo ano, ficou na 7ª colocação.

Em 2009 voltou a participar com atletas base da cidade de Ilhéus, fez uma campanha regular sob o comando de Antônio Coelho, mas não passou da primeira fase. Em 2011 a equipe consegue fazer a melhor campanha em competicções, e conquista o vice campeonato, quando perdeu na final para o Cobras do Caxingó. Principais nomes na historia da equipe, Osmar Amorim Franco seu fundador, Antônio Carlos Barbosa e Edinaldo Santana da Silva o atual presidente. Principais jogadores a vestir a camisa da equipe foram; o goleiro Eraldo, Leco, Murilo Calixto, Welington Matos de Floresta Azul, Pelôco, Ricardo Novaes, Sagás, Rubinho e Adriano.
Foto: Ionaldo Nunes
 Associação Desportiva Cobras do Caxingó
Da esquerda em pé: Almir, Fú, Mário, Dhyan, Ná, Rogério, Murilo, Lourinho, Givanildo, Rogério 2º e Galêgo. Agachados: Grilo, Raimundo, Macelo, Adernan, Neguinho, Kaquita, Joca e Waguinho.


Fundado em 03 de abril de 2006 por desportistas do Bairro Caxingó e do Andrezão, já que existia duas equipes Os Cobras e Caxingó, resolveram fazer uma fusão e transformaram em uma só equipe, adotaram as cores azul escuro e branca como padrão no seu uniforme, os fundadores foram Almir Oliveira da Silva, Ivanildo Fernandes da Silva, Gilson Ferreira da Silva, Nerivaldo Alves de Santana, César Ferreira da Silva, Adalberto Oliveira da Silva, Sidnei Souza Rocha, Anderson Oliveira Soares, Nivaldo Fernandes da Silva, José Carlos Esteves dos Santos, Alberto Oliveira da Silva, Claudinei Passos Gregório e José Néri de Santana. O intuito era fundar um Clube Esportivo, que representasse a comunidade do Bairro Caxingó. 

A idéia de Associação Desportiva Cobras do Caxingó foi de um dos seus fundadores, Almir Oliveira da Silva, que foi aprovado por todos. No ano de 2006 participou do Campeonato Municipal na condição de convidado, em 2007 filiou-se a Liga Ibicaraiense de Futebol, participou do campeonato Municipal em 2009 ficando em 3º lugar, em 2010 na sua terceira participação em campeonatos, consegue o seu primeiro titulo, ao vencer na final o BNEC, por 2 X 1, com gols de Roni e Paulo Vitor, enquanto Amauri fez o gol do adversário. 

Em 2011, consegue o seu segundo titulo em uma decisão contra o Delfino Guedes, vencendo por 5 a 1, gols de Hudson, Rafael duas vezes, João e Diógenes, enquanto Pelôco descontou para o Delfino Guedes. 

Em 2013 veio o terceiro titulo, com um inicio não muito bom, pois, perdeu na estreia para o Flamengo por 1 X 0, com gol marcado pelo jovem atacante Iago, a equipe se recuperou e foi a grande final, contra o Guarany, Wescley abriu o placar para o Guarany no primeiro tempo, Ricardinho de cabeça empatou para os Cobras, Nido com gol olímpico desempatou para os Cobras, e Devinho cobrando pênalti no final do jogo, final 2 X 2 no tempo normal.
Após 90 minutos empatados, o titulo foi decidido nos pênaltis, placar final Cobras 5 X 4 Guarany, converteram Nido, Talis, Neguinho, Lozo e Minhoca. Para o Guarany André, Kaká, Zé Raimundo e Evair, Devinho perdeu a sua cobrança.

Os jogadores de destaque que vestiram a camisa, o zagueiro Welton, Neguinho de Itabuna, o lateral direito Caquita, e os meias Dioclécio e João Grandão, o lateral Tchá e os atacantes Waguinho, Paulo Vitor, Rafael, Roni e Ná, o meias Nido, Hudson e Minhoca e goleiro Relepa. Teve como Presidentes Anderson Oliveira Soares, Cesar Ferreira da Silva, e atual Presidente Roseane Agda dos Reis que ocupa o cargo pela segunda vez.


Foto: Raimundo Alves
Ibicaraí Atlético Clube
Da esquerda em pé: Carlos Lima, Wagner, Nadson, Leandro, Netão, Vitor Leão, Paulão, Assis, Nanato e Eraldo. Agachados: Pipoca, Rodrigo Jr. Gilead, Binho, Liu, Marcos Pilão, Erivan, Miolo e Enderson.


Fundado em 02 de julho de 1994, oriundo do Bairro Duque de Caxias, a principio seria 2 de Julho, em virtude de um dos fundadores morar na rua do mesmo nome, mas a maioria sugeriu que se homenageasse a cidade como um todo, e assim ficou definido que o time seria chamado de Ibicaraí Atlético Clube. 

Participaram da fundação Elias Manoel dos Santos primeiro presidente do time, Ângelo Ribeiro dos Santos, José Carlos, Paulo Ribeiro dos Santos, João Araújo e Juarez Manoel dos Santos. A equipe adotou as cores verde, amarela, azul e branca nos seus uniformes. 

Em 1995 filiou-se a Liga Ibicaraiense de Futebol , e em 1998 disputou o primeiro campeonato, naquela época o time era uma espécie de Íbis, fazia a alegria, más dos adversários. Atletas que se destacaram, Toninho Salvador (jogador folclórico, nas devidas proporções um Dadá Maravilha), Amauri (jogou no Itabuna profissional), e Eraldo ( goleiro cotado para a Sel. de Ibicaraí). Monaldo ( teve convite para jogar no Grapiuna, não aceitou por motivos de estabilidade no trabalho). O 3º lugar no Campeonato Municipal em 2006 foi sua melhor performance no cenário futebolístico.

FATO MARCANTE : O então presidente Elias Manoel dos Santos, em preparação da sua equipe para o campeonato de 1998, acertou um jogo amistoso com os dirigentes do futebol de Firmino Alves, um erro de comunicação, falou que era Ibicaraí, imaginaram eles que seria a Seleção de Ibicaraí, como o futebol de Ibicaraí era muito respeitado em toda a região, o pessoal de Firmino Alves preparam um time forte, com base de jogadores de outras cidades, resultado do jogo, Firmino Alves 7 X 2 Ibicaraí A. Clube, o goleiro Del abandonou o campo de jogo e o goleiro Orlando entrou no seu lugar.

Foto: Arquivo Nenen
Clube Selecionados de Amigos

Fundado em 28 de novembro de 1989, por Geraldo Cardoso Filho, e outros desportistas do Bairro Agripino Monteiro, com o intuito de participar do Campeonato Municipal de Futebol de Ibicaraí, Participou de algumas reuniões na Liga Ibicaraiense de Futebol, buscando a sua filiação na referida Liga, para torna-se apta a disputar o campeonato, foi orientado pelo saudoso José Nery de Santana. 

Adotou as cores amarelo e preto como padrões nos seus uniformes. Em 1990 filiou-se a Liga Ibicaraiense de Futebol e participou do campeonato do mesmo ano. Em 1992 sagrou-se campeão municipal ao vencer a equipe do Caxias pelo placar de 2X1, com gols marcados por Bico e Dedeu, Madalena descontou para o Caxias. Ao longo dos anos alguns jogadores que vestiram a camisa do CSA, se destacaram no futebol de Ibicaraí e região, dentre eles Bico, Japú, Nenen, Jacozinho, Edivaldo, Dedeu, Péricles, Adauto Calixto, Cinquentinha e Gilvan. 

Em 2002 a equipe participou do ultimo campeonato municipal. Nomes importantes fazem parte da história do CSA, podemos citar José Ivan Santos primeiro presidente, Jorge Andrade Moura, Renildo Santos Pereira, Alberto Amâncio de Souza Filho, Gilson Alves Ribeiro, Agrinaldo Nascimento Santos, Francisco Barreto Santos, Linaldo Miranda, Etelvino de Jesus Souza, Reginaldo A. Silva, Gildex Cardoso Silva, Ronei Santos, Renato Pereira Santos, Antonio Narciso Leal que foi o segundo presidente, Antônio Carlos Barbosa e José Joaquim o atual presidente.

Foto: Arquivo Jardel Pereira
Sociedade Esportiva Flamengo Força Jovem
                                    Time Campeão - 1998
Da esquerda em pé: Gildásio (Koquita), Careta, Pizula, Non Bahia, Gilvan, Kal, Rony, Gabriel e Kaká. Agachados: Dico, Nico, Jardel, Welington, Charlinho, Neto e Zé Domingo.

Fundado em 20 de março 1976, por Waldemir Rodrigues Santos, incentivado por Edenir Calazans, adotou as cores vermelho, preto e branco como padrão nos seus uniformes, em 1980 já filiado a Liga Ibicaraiense de Futebol participou do primeiro campeonato amador. Teve como forte, a divisão de base onde foi várias vezes campeão Juvenil, e outras vezes vice-campeão. Em 1998 ganhou o seu primeiro titulo  amador no Campeonato Municipal vencendo a equipe do Saloméa pelo placar de 4 X 2 na decisão. Vários foram os atletas que se destacaram no cenário futebolístico municipal, como foi o caso de Vaninho, Matias, Alicate, Gilvan, Jardel, Zé Domingo, Pizúla, Leitoinha, Jaime, Lulinha, Regis, Faustinho, Madalena, Dadau, Nêgo e o Mérica fundador e jogador, dentre outros, vestiram a camisa do time em competições, municipais e regionais.

Foto: Arquivo Waldir Montenegro

Da esquerda em pé: Téc. Carlinhos, Izaquinho, Nêgo, Moreninho, Raimundo, Junior Baiano e Del. Agachados: Jota, Quinha, Zaca, Chute e Vantuires. O menino Kayque.

Saloméa Futebol Clube
Fundado em 7 de setembro de 1985, por um grupo de amigos dentre eles João de Souza Lima, Sulivan Viana Santos, Lauricio Monteiro Cruz, Edmundo Libório Souza, Nilton Rosa dos Santos e Edwirgens Rosa dos Santos. O nome Saloméa Futebol Clube foi ideia de Lauricio Monteiro Cruz,  esta foi a forma de homenagear o Distrito do mesmo nome, com a idéia de representar aquela localidade nos campeonatos locais. Adotou as cores verde e branca nos seus uniformes. Filiou-se a Liga Ibicaraiense de Futebol no mesmo ano de fundação, em 1986 participou do primeiro Campeonato Municipal, de lá pra cá sempre participou com campanhas regulares. 

Em 1998 e em 2000 consegui seu maior feito, conquistou o vice-campeonato, quando na oportunidade perdeu a final para a Sociedade Esportiva Flamengo Força Jovem pelo placar de 4 X 2 e para o Cajueiro por 1 X 0, respectivamente. O jogador de maior destaque a vestir a camisa do Saloméa foi Vantuires, chegou a jogar no Colo Colo de Ilhéus profissional, e disputou vários intermunicipais por Seleções da região, Jota foi o jagador de maior destaque nascido naquela localidade. O primeiro  Presidente foi João Souza Lima, o atual Presidente é Jorge Reinaldo S. Menezes. Teve como Presidente na sua história também Nericia Sales S. Menezes e Romilson S.Menezes.

 Santa Isabel Esporte Clube
Da esquerda em pé: Wilson +, Coronel, Xavier, Adalto, Zé Pereira, Pepêta, Uziel e Sávio Luz+. Agachados: Adilson, Pancho, Orlando, Nêgo, João Pretinho +, Flávio e Luiz.

Fundado em 16 de abril de 1962, por um grupo de desportistas da Vila Santa Izabel, dentre eles Almir Luz, Osvaldo, Ranulfo Maciel e João Alves, para que pudesse representar o distrito da Vila Santa Isabel, naquela epoca ainda km 41, no futebol local, é a Associação Esportiva mais velha em atividade no futebol de Ibicaraí, foi filiada a Liga Ibicaraiense Litéro Esportiva, e uma das fundadora da Liga Ibicaraiense de Futebol em 1973. Como padrão nos seus uniformes adotou as cores  laranja e  preto com detalhes em branco. 

Teve Almir de Souza Luz como o presidente que mais vezes esteve a frente da equipe. Outros foram os dirigente que também se destacaram, dentre eles Hamilton Izabel dos Santos, Domingos Sálvio Luz, estes foram muito importante na afirmação da equipe ao longo destes anos, se tornando forte no cenário futebolístico municipal, participando das principais decisões. Depois vieram José Paulo dos Santos, Ranulfo Maciel dos Santos, Oséas Pinheiro Luz, Jornando Oliveira Lobo. Outros grandes personagens importante: José Elias (Zuza), Naildo Primo Fonseca, Hamilton Andrade e Nivaldo Oliveira. Professor Carlos Barbosa ao longo dos anos também vem fazendo um trabalho de destaque, ocupando o cargo de treinador das equipes de base e amador.

Muitos foram os jogadores de destaque que vestiram a camisa do Santa Izabel ao logo dos anos, dentre eles podemos citar; Coronel, Nêgo, Zé Pereira, Sálvio Luz considerado até hoje o maior ídolo da torcida, Gel, Pancho, Lauro, Xavier, Odalicio jogou em Itabuna e no futebol profissional paulista, Kita (goleiro), Ioiô, Zequinha, Rildo, Zé de Biu, Pelé, Diney, Naildo Fonseca, João Pretinho, Tatu, Dinho Dentista, Zé Carlos (goleiro), Ike, Ronaldo, Serginho chegou a jogar no Bahia, e atuou no futebol paranaense no Curitiba, Liedson dentre tantos outros.

Foto: Arquivo Gilson Ribeiro
 Unidos de Caxias Esporte Clube
 Time Campeão Municipal de Ibicaraí em 1993

Da esquerda em pé: Téc. Silva, Dudeco, Coronel, Zé Bicudo, João Carlos, Gilvan, Gilmar, Japu, Dir. Sergio Estrela, Pres. Raimundo Cobrinha e Zome. Agachados: Leitoinha, Madá, Careta, Veio, Gil, Ivanildo, Liu, Douglas e Mas. Zé Nunes.
 
Fundado em 12 de agosto de 1991, por desportistas do Bairro Duque de Caxias, com a intenção de ter uma representação no cenário futebolístico municipal, adotaram as cores branca e vermelha para seus uniformes, no mesmo ano de fundação, filiou-se a Liga Ibicaraiense de Futebol, e participou do campeonato de 1992, em 1993 consegue o seu primeiro e único títulos, ao vencer  na final o 22 de Outubro pelo placar de 2 X 1, gols de Veio e Madá para o Caxias e Marcos Capacete para o 22 de Outubro. O grande nomes a vestir a camisa alvi-rubra foi: Coronel, Gilmar, Japú, Madá, Gilvan, Careta, Leitoinha, Quinho, Pernal, Adauto, Líu, Zé Bicudo, Bogéo, Cafú, Jardel, Vantuires e muitos outros.


Foto: Arquivo Nenen
Novo Horizontino Esporte Clube
Da esquerda em pé: Mas. Ganchão, Gil Brhama, Paulo, Non, Sinho, Pernal, Sonzão, Jorginho, Raimundo + e Chico. Agachados: Sid, Marquinho, Moisés, Liédson, Tarcisio e Binho.

Fundado em 26 de dezembro de 2000, por José Jorge Fernandes e vários desportistas do Bairro Novo Horizonte, adotou as cores amarelo, preto e branco nos seus uniformes, em 2001 filia-se a Liga Ibicaraiense de Futebol, e participa do primeiro campeonato onde sagrou-se campeão ao vencer a equipe do Cajueiro nos pênaltis, após empatar no tempo normal em 2 X 2. O principais jogadores a vestir a camisa da equipe foram, Wesley, Sonzão, Pernal, Rubinho, Non Bahia, Liedson, Tiago Cão, Tarcisio, Clebinho, Devinho, Lecuri e Sid.O atual presidente é José Jorge Fernandes. 



22 de Outubro Esporte Clube
 Time Campeão de 1988
Da esquerda em pé: Garrincha, Pimba +, Zé Carlos, Alex, Adauto, César Berbardino, Berné, Washington, Josevan, Farney e Uziel. Agachados: Gel, Formigão, Kerginaldo, Coronel, Gilmar, Nado +, Cainágua e Mema de Tota.

Fundado em: 31 de março de 1978, por um grupo de amigos, composto por: Alberto Vieira de Andrade (Albertão), Idalício Conceição Pascoal (Ratinho),
Gilson de Oliveira Céo (Radar), Gilmar Protázio, Gilson Ferraz da Trindade (Gazo), realizou um feito que hoje faz parte da história do nosso futebol. Tudo começou quando numa tarde de domingo, ao redor de uma mesa de bar, na ocasião denominado “Taipoca Bar”, situado à Praça Dr. Henrique Pimentel Sampaio, depois de ingerirem algumas cervejas – apenas por esporte, não por vício – um dos integrantes do grupo, não sei dizer exatamente quem, sugeriu que se fizesse um time de futebol, o GOLE GOL FUTEBOL CLUBE, para que pudessem disputar torneios em finais de semana. Como eram todos desportistas, a idéia logo foi unanimente aceita. Já que estávamos todos de acordo, o próximo passo foi providenciar o uniforme com as cores azul e branca. Com predominância para a cor azul.

A partir daí, realizaram algumas partidas amistosas e, a cada partida realizada a alegria se superava, era um misto de puro prazer e satisfação, pois o único objetivo de todos era de promover a distração, o encontro e a confraternização entre amigos.
Passado algum tempo, a diretoria da Liga Ibicaraiense de Futebol, procurou para saber se gostariam de participar do campeonato municipal, pois o mesmo estava prestes a começar. 

Era chegada a chance de se apresentarem numa praça esportiva de porte maior e, prontamente o convite foi aceito.
Novamente se reuniram, no mesmo local “Taipoca Bar”, para discutir sobre esse desafio que era participar do campeonato e logo surgiram algumas indagações como: Quem será o Presidente? Qual o nome que devemos dar ao time?
Quanto ao Presidente, o primeiro nome citado logo foi aceito por todos do grupo, restava saber a decisão do próprio, Dr. Ananias Evaristo, já que ele foi o escolhido. Na mesma noite, rumaram em direção à sua residência, situada a Rua Barão do Rio Branco e formalizaram-lhe o convite, que foi aceito imediatamente.
Após discutirem alguns assuntos inerentes ao time e apararem algumas arestas, foi chegado então, o grande momento da escolha do nome do time. Vários nomes foram sugeridos pelo grupo, dentre eles estava também  por sugestão da Srª Rosilene - o 22 de Outubro, em razão de ser a data comemorativa de emancipação política da nossa querida Ibicaraí.

Questão resolvida, todos os nomes sugeridos foram colocados dentro de uma caixa e, em seguida solicitaram que a esposa do Dr. Ananias Evaristo, Srª Rosilene (Rose), tirasse um daqueles nomes. Coincidentemente o nome resgatado da caixa, foi exatamente o esperado pela maioria ali presente, ou seja, 22 de Outubro Esporte Clube. Foi como doravante passou a ser chamado oficialmente, um dos times mais queridos do nosso município. No primeiro ano de campeonato, o time fez a decisão, perdendo para o Bahia Esporte Clube pelo placar de 3X2. De lá pra cá a equipe ganhou três campeonatos municipais 79, 88 e 90.
Muitos foram os craques que fizeram história no nosso futebol e na região que defendeu o 22 de Outubro, dentre tanto citamos alguns; Leitoinha, René, Daniel, Raminho, Sildo, Uziel Ivo, Jaime, Nêgo, Sinha, Garrincha, Faustinho, Paulo Boate, Paulista, Valmir, Idalício, Coronel, Pelé, Gazo, Ivo, Kerginaldo, Gel, Boca de Pia, Euflásio, Ioiô, Lelêta, Formigão, Gilmar, Zé Carlos goleiro, Adauto Calixto, César Terra Santa, Nado, Hudson, Adriano, Ricardo, Rubinho, Sid, Minhoca e tantos outros. Algumas outras figuras ilustres ajudaram a construir a história desta gloriosa agremiação, Dr. Ananias Evaristo, Antonio Paulo, Paulo Ramos, Josevan Dias, Anselmo Alves, Carlos Pereira (Careca), Valter da Farmácia, Pimba, Farney, Ridney Cruz, Vivaldo Assunção (Beijú), Albertão.

Bairro Novo Esporte Clube
Da esquerda em pé: Zé Nivaldo, Chicão, Val, Pelôco, Gilvan, Ney, Téo, Careta, Murilo, Nargé, Erasmo, Joilson e o Téc. Guiguiu. Agachados: Roni Pitibull, Renato, Zé Raimundo, Alan, Tabaquinha, Afail, Adernan e Carlos Alberto.
 
Fundado em 26 de abril de 1992 por Paulo Roberto Dias ( Macête) e alguns esportistas do Bairro Agripino Monteiro, filiou-se a Liga Ibicaraiense de Futebol no mesmo ano também em 1992, participou do primeiro campeonato, adotou o verde e amarelo como suas cores oficiais. Depois de boas campanhas em vários campeonatos, e na busca do seu primeiro titulo, em 2006, o BNEC sagrou-se campeão ao vencer o Novo Horizontino pelo placar de 1 X 0, gol de Zé Raimundo. Grandes nomes do futebol ibicaraiense  vestiram a camisa do BNEC, dentre tantos citamos alguns: Zé Raimundo, jogou na Seleção de Ibicaraí, Pelôco jogou na Seleção de Floresta Azul, Camamú, Itabuna Esporte Clube, Renato Calixto, chegou a jogar na Seleção de Ibicaraí, Ney jogou na Seleção de Ibicaraí, Merica, jogador do futebol de Itajú do Colônia com passagem em várias equipes da região, Gilvan jogou na Seleção de Ibicaraí e no ADJ time de Jequié que disputou o campeonato Baiano, Careta, jogou na Seleção de Ibicaraí e de Almadina. O atual Presidente é Erasmo Carlos Barbosa.


Bela Vista Esporte Clube
Time Vice - Campeão em  2002
Da esquerda em pé: Batata, Coelho, Welton, Márcio, Calango, Fabinho, Diquinho, Magno e Pide. Agachados: Alberto, Mica, Romenigue,  Fernandinho, Dico, Nêgo Neto, Binho, Jaquinho e Duta.

Fundado em: 12 de maio de1992, fundado por Claudionor José de Lima (Nozinho),Otávio Isaltino da Cruz (Cabôclo), Elpidio Bispo dos Santos, João Branco, e outros desportistas, pois a muito tempo aquela localidade não tinha um representante no cenário futebolístico municipal, a ultima foi o Botafogo na década de 70. No mesmo ano a equipe filiou-se a Liga Ibicaraiense de Futebol e participou do primeiro campeonato, escolheu as cores vermelho, verde e branco como padrão nos seus uniformes. Dez anos depois de fundado e participando das competições, a equipe chega a sua primeira final de campeonato enfrentando o Unidos Cajueirense, e sagrou-se vice campeã, sendo esta sua melhor colocação na história. Alguns jogadores de destaque no futebol de Ibicaraí vestiram a camisa do Bela Vista dentre eles podemos citar: Madalena, Che, Pizula, Welton, Fernandinho, Wátila, Binho, Calango, Jaquinho.


Fluminense Futebol Clube, fundado em 10 de setembro de 1977, por José Martins de Souza a fim de representar o Distrito da Saloméa, no cenário futebolístico local, no dia 13 de dezembro de 1977 filia-se a Liga Ibicaraiense de Futebol, e participa do campeonato do ano de 1988. Participou de outros campeonatos nos anos seguintes, depois ficou alguns anos sem participar dos eventos esportivos. No dia 08 de dezembro de 2016 alguns desportistas exemplo de: Roberto Flores Barbosa, José Carlos Santos, Gidevaldo Oliveira Costa, Givaldo Silva Santos, José Raimundo Pereira, Edimilson Araújo Fernandes, Amilton Alves dos Santos, Jailson dos Santos, Edmilson Fernandes dos Santos, Péricles Souza Lima, reuniram-se para reativar a Entidade, perante a Liga Ibicaraiense de Futebol. Foi eleita uma nova Diretoria, com intenção de participar de competições futuras, e elegeram Roberto Flores Barbosa como seu presidente atual.

4 comentários:

  1. WILSON BODE17:27

    CADER O TIME DO CSA DA EPOCA QUE ERA AZUL QUANDO FOI FUNDADO PELO GERALDO E BETO SE EU NAO ESTIVER ENGANADO
    JOGAVA NO ANDREZAO QUANDO TINHA CLASSICO CSA X FORTALEZA
    EU QUERIA MUITO VER FOTO DESSA EPOCA DESCULPA

    ResponderExcluir
  2. Anônimo20:26

    Caro, Sandoval por justiça inclua o nome do goleiro Nilton que so nao jogou a final do camp de 1988 que o 22 de outubro foi campeao ele jogou todas as partida ate a semi final com ima noticia que Herique Oliveria o prefeito da epoca havia aferecido dinheiro para ele entregar o jogo ele junto com a diretoria preferiu escalar Ze Carlos para evitar qual quer duvida poderia falhar em um gol e fica a duvida obrigado

    ResponderExcluir
  3. fiquei com os olhos cheios dagua quando vir meu nome na historia do flamengo do saudoso merica obrigado a todos

    ResponderExcluir
  4. FUI CAPEAO CSA DE IBICARI COMTRA FLAMEGUINHO DE MERICA EU ABEILTON

    ResponderExcluir

Agradecimentos:

Carlos Lima, Nivaldo Melo+, Miu Alfaiate, Waldir Montenegro, José Raimundo Dias, Adelmo de Tota, Ionaldo Nunes, Eduardo Miranda, Idma Monteiro, Valtaire Alves Moreira, Agnor Barbosa, Jerry Adriane, Antônio Raumundo, Sr. Dedé, João Messias, Ernane Vasconcelos, Naziozênio Raimundo, Idalicio Pascoal, Erasmo Carlos, Péricles Araújo, Carlos Barbosa, Waldemir Rodrigues, Josevan Alves Dias, Edvaldo Moreira da Silva, Ronilson Menezes, Luiz Moura, Antônio Narciso, João Leal, Vivaldo Assunção, Raimundo, Mimi, Mano e Nelito de Floresta Azul, Agnaldo Gama, Josuel Nunes da Cruz, Antônio Lins de Araújo, Profº Julival Pereira, Uracy Costa, Ubaldo Costa, Domingão do Andrezão, José Gilvan Santos, Raimundo da Vila, Profª Márcia, Zé Mago (Faz. Estrela da Paz), Raimundo Nascimento, Aldair Campos, Givaldo Taxista, Morcher do Paraguaçu, Antônio Macário Filho, João Machado, Edmundo Gonçalves, Noélia Costa, Joselito Leal, Jorge Fernandes, Claudionor José de Lima, Ordival Gama, Adonai PM, Adilson da Mata, Portugal Alfaiate, Jardel Oliveira, César Bernardino, Gilson Ribeiro, Waldir (Neném), Elias Dias, Raimundo Conceição, Guilherme da Bandeirantes, Rita Braitt, Tonico e Lali Brito, Dona Rosalina, José Pereira, Edna Cardoso (SESP), Eduardo Reis, Dona Hélia, Paulo Roberto Dias, César Ribeiro, Elpidio Bispo, Moisés Calazans, Regis da Feira, Leda Alves, Álvoro Caldas, Mário Abreu, Rodrigo Conceição+, José Sebastião dos Santos, Arnaldo Esteves, Zenildo Cerqueira (Quiquinho +), Antônio Macedo, Murilo Benevides, Reinalto Souza.

Depoimento:

Eu acompanhei a incansável luta de Sandoval Novais, para a realização desta obra, que tanto engrandece o passado e o presente da história futebolística da nossa querida Ibicaraí. Através desta imensurável força de vontade, é que a pesquisa aqui publicada torna - se um abrir de olhos, em relação à atenção, com que devemos tratar às gerações futuras que hão de se envolver com o esporte, aqui o leitor (a) encontrará a real narrativa, verdadeiramente encontrará a informação colhida literalmente na fonte, sempre narrada a partir de personagens que atuaram diretamente na história é isto que dá notoriedade e credibilidade a esta obra. Sou testemunha das privações a que Sandoval teve que se submeter por amor ao esporte, mas graças a sua perseverança é que o mundo hoje, tomar conhecimento dos bravos heróis do nosso esporte, esta narrativa certamente será imortalizada, e com certeza, em um futuro próximo teremos o reconhecimento e apoio aos atletas da nossa querida Ibicaraí – Bahia.

Mais um pouco da história

Se ligue na melhor